domingo, 13 de novembro de 2011

Parte má da vida

Hoje morreu o pai de um amigo meu. Senti-me tão impotente ao vê-lo ali desnorteado, senti-me tão triste quando ouvi a mãe dele gritar de sofrimento... Nem sei explicar.
Mexeu comigo ver a dor nos olhos daquela família.
Quando vi a ambulância e o carro do INEM parados aqui na rua, nunca me ocorreu que fosse o pai dele que tivesse tido alguma coisa mas foi e eu só percebi isso quando vi os olhos do meu amigo, um olhar vazio e um coração totalmente partido. Lembrei-me de mim há coisa de um ano atrás. Naquele momento eu não queria que ninguém me dissesse nada, só queria o abraço da S. e mais nada. Por isso compreendo que ele agora também não queira ouvir ninguém. Fui aopé dele, dei-lhe um abraço e vim-me embora. Não cumpri o meu papel e não sinto que tenha feito de tudo para o ajudar mas sei que, naquele momento, ele só precisava disso. 
Que descanse em paz, senhor F.



7 comentários:

Laura disse...

esta semana também faleceu a mãe de um amigo meu, é muito complicado :s

#Sí disse...

É preciso ter força, nunca se está preparado para estas noticias.
Beijinho

B. disse...

Laura, é mesmo.. Uma pessoa nem sabe o que há-de fazer :s


Sí, pois é mas a função dos amigos é ajuda-los a ter força :)

Beijinho para as duas

Turista disse...

Querida B., fizeste o mais certo!
Um beijinho para ti. :)

B. disse...

Turista, espero que sim..
Outro para ti minha querida :)

faa disse...

Já fui a 2 funerais de mães de amigos meus.. ficamos sempre sem saber o que fazer, o que dizer.

Acho que fizeste a melhor acção para a altura.

B. disse...

Faa, também já fui ao da mãe de uma amiga minha e agora o pai de um amigo.. É horrível.
Beijinho :)